“A inovação da Honda deve preocupar os rivais”, assegura Ron Dennis

Ron Dennis

O diretor-executivo da McLaren-Honda destacou a possibilidade de haver um salto de qualidade por parte do time de Woking na segunda metade do campeonato de 2015.

 

Em entrevista para o site oficial da Fórmula 1, Ron Dennis afirmou que acredita em um salto qualitativo no desempenho do motor V6 Turbo da Honda durante a segunda metade do campeonato 2015 de Fórmula 1. Para o diretor-executivo da McLaren-Honda, neste período, alguns rivais podem se sentir incomodados por conta da possível mudança na performance do propulsor nipônico.

Ron Dennis

Ron Dennis garantiu que a McLaren-Honda vai ter um salto de qualidade durante a segunda metade da temporada 2015

“A inovação da Honda deve preocupar os rivais”, destacou. “Eu já disse isto e vou dizer novamente: Temos uma montanha para escalar, mas vamos chegar até o cume”, citou.

“A McLaren e Honda compartilham uma paixão, que é vencer novamente. Sabíamos que a temporada iria ser muito difícil. Mas conseguimos alguns progressos significativos nas últimas corridas. Estou animado e otimista com o que podemos fazer na segunda metade da temporada”, destacou.

Questionado sobre o atual desempenho da McLaren-Honda, Dennis chegou a afirmar que a equipe de Woking já se encontra no mesmo patamar do que a Force India, Lotus e Scuderia Toro Rosso (STR). “Infelizmente não tivemos a sorte de pontuar nas últimas três corridas”, lamentou.

“Mas não estamos apenas à frente da Manor. Acho que temos o mesmo ritmo da Lotus, Force India e Toro Rosso. A questão é que ainda estamos buscando uma melhora na confiabilidade do nosso motor”, respondeu.

Dennis ainda criticou as especulações que apontavam para um possível descontentamento de Fernando Alonso com os problemas apresentados pela usina de força japonesa. “As pessoas falam muitas besteiras sobre a relação McLaren-Alonso”, cravou.

“A McLaren e Fernando [Alonso] estão trabalhando juntos. Somos um único time. Ele é um homem extraordinariamente rápido, contagiante e experiente. Vamos ganhar de novo. Vamos dominar novamente. E iremos fazer isso junto com Alonso”, garantiu.

“Alonso tem um contrato com a gente por três anos, sem opções. É tão simples isso. Temos três temporadas para lhe dar um carro competitivo. Podemos renovar com ele, mas isto é uma questão que Fernando [Alonso] deve dar a primeira iniciativa”.