Alonso deixou saudade na Indy 500

O coach de Fernando Alonso na categoria afirmou que adoraria trabalhar novamente com o espanhol

 

Logo após Nico Rosberg afirmar que o único culpado pela atual situação de Fernando Alonso é ele mesmo, De Ferran, coach brasileiro que trabalhou com espanhol em Indianápolis, afirmou que deseja refazer parceria caso o atual piloto da McLaren saia da sua categoria. Sua escuderia e a Honda apoiaram a decisão do piloto em não correr em Mônaco para correr as 500 milhas nesse ano.

Duas vencedor das 500 milhas de Indianápolis em 2003, Gil de Ferran ajudou Fernando Alonso a se classificar em quinto para a famosa etapa da Formula Indy. O espanhol liderou a corrida por 27 voltas, mas foi obrigado a abandonar a pista faltando apenas 21 voltas para o fim da etapa, por causa de falhas no motor. Se vencesse, o sonho de Alonso em ganhar a tríplice coroa do automobilismo ficaria ainda mais próxima. Como já venceu em Mônaco na sua carreira, se faturasse Indianápolis restaria apenas as 24h de Le Mans para que o marco fosse completado.

De Ferran preparou Alonso para as 500 milhas

Apesar de ter abandonado, Alonso demonstrou um desempenho impressionante na etapa da Indy, o que deixou Gil ansioso para uma possível segunda parceria. Ele acredita que o espanhol possa ser um aliado útil. Muito se fala no que está passando pela cabeça do espanhol atualmente. Tudo indica que ele renovará com a McLaren, mas como não há nada sólido ainda, tudo pode acontecer com seu futuro.

“Ele foi fantástico, é claro, mas como eu continuava dizendo na época: ‘Nós realmente esperamos algo menos?”, disse De Ferran. É um grande profissional, muito talentoso e trabalha muito para ser ainda melhor, e maximizar o que ele tem. Dito isto, acredito que você nunca pare de aprender. Eu estava aprendendo até meu último dia em um carro de corrida. Então, sim, acho que ainda posso ajudar. Seria apenas sua segunda corrida na IndyCar, sua segunda corrida em um oval. Há muita experiência para acompanhar alguns dos melhores pilotos de oval aqui”, contou Ferran.