Auer diz que se espelha em Wehrlein, Ocon e Verstappen para entrar na Fórmula 1

Auer

O sobrinho do ex-piloto Gerhard Berger afirmou que está ansioso para participar dos testes pós-GP da Hungria com a Force India no circuito de Hungaroring.

 

Após o GP da Hungria, os holofotes podem estar voltados para Lucas Auer, piloto da série Deustche Tourenwagen Masters (DTM), e sobrinho de Gerhard Berger – atual presidente da DTM -, que deverá realizar parte do cronograma de testes da Force India na próxima semana no circuito de Hungaroring. Na semana passada, Auer não descartou da possibilidade de tentar buscar uma vaga na Fórmula 1 para o próximo ano.

Nesta segunda-feira (24), Auer comentou sobre a Fórmula 1. O condutor austríaco admitiu que se espelha em outros jovens condutores como Pascal Wehrlein, Esteban Ocon e Max Verstappen para se aventurar na “loucura” que é a principal categoria do automobilismo mundial.

Auer (foto) diz que gostaria de seguir os mesmos caminhos de Wehrlein, Ocon e Verstappen na F1

“Para ser honesto é incrível”, respondeu Auer em entrevista para a revista britânica ‘Autosport’. “No automobilismo, você pode ir de perdedor para herói em três meses. E de herói para perdedor neste mesmo período de tempo”, continuou. “O automobilismo é apenas um mundo louco, porque as coisas mudam rapidamente”, destacou.

“Este ano eu tive um bom começo de temporada. E como o mais novo piloto de DTM, eu tive a chance de testar a Fórmula 1 em uma equipe como a Force India”, argumentou. “Eles possuem motor Mercedes. Então, isso não é um problema para mim”, respondeu.

“No meu primeiro ano de DTM, eu tive muito a aprender. E acho que poderia seguir o mesmo caminho que Pascal [Wehrlein] na Fórmula 1. Mas sei que este caminho ainda é muito cedo para mim”, declarou. “Esteban [Ocon] também fez um grande trabalho antes de assinar com eles”, exemplificou.

“Ainda posso dizer que eles são exemplos de que pilotos da série de turismo possuem capacidade de pilotar na Fórmula 1. Eu vou receber o teste na próxima semana. E irei me dedicar ao máximo. Vamos ver o que vai acontecer. Quem sabe eu tenha a sorte de ter o mesmo sucesso de Max [Verstappen]. Ou mesmo me aventurar e chegar até outro lugar diferente da DTM”.