Bottas admite que ainda deve lutar por extensão maior de contrato

Finlandês conta que entende o porquê da Mercedes ter fechado contrato até o fim de 2018, e se sente feliz com novo acordo

 

O que muitos poderiam ver como um problema, Valtteri Bottas enxerga como uma ótima oportunidade. “Tenho que dizer que estou feliz com isso”, conta o finlandês, após garantir uma extensão de contrato com a Mercedes somente até o fim da próxima temporada. A equipe de Woking e o piloto de 27 anos querem entrar com força no mercado de transferências de 2019.

“Entendo a maneira que a equipe vê as coisas, e é claro que o time quer manter as opções abertas para o futuro. Entendo 100%, e estou muito feliz. É ainda melhor que meu contrato original”, conta Bottas. Seu parceiro de equipe, Lewis Hamilton, também tem contrato com o time alemão até o fim de 2018. O mercado de 2019 pretende ser bem agitado, pois tanto a Mercedes quanto os dois pilotos estarão livres para irem aonde quiserem. A especulação é que Bottas poderia substituir Raikkonen na Ferrari.

Valtteri conta que com o novo acordo, sua situação será “como sempre foi antes da minha carreira na F1. Vai ser completamente sobre mim.” Ele completa demonstrando certa comodidade com a situação:  “Se minha performance for boa, não haverá problemas, e poderemos ter um longo futuro juntos”. Ele conta que também sabe como é bom saber onde estará no próximo ano.”Com certeza é um bom sentimento, melhor do que não saber e do que não ter informações. Mas, não houve nenhum ponto na temporada em que eu estive em pânico sobre isso, conta o piloto.

Bottas segue tranquilo sobre sua situação na Mercedes

Confiança parece definir Bottas. E ela vem do fato de que ele já passou por isso nessa temporada. Em 2017, o finlandês já contava com apenas um ano de contrato, que acabaria no final desse ano. Mas sua ótima performance, ocupando a 3ª colocação no mundial de pilotos, o rendeu a desejada extensão.”Acredito em mim mesmo, acredito que vou continuar a crescer como piloto e ser um piloto ainda melhor. Estou confiante com meu futuro, desde que eu continue a dar 100% de mim a cada corrida e continue minha progressão. Dessa forma, depende de mim”, conta o piloto.

A possibilidade de perder seu acento em 2018 nunca foi uma preocupação para Bottas, segundo o que o próprio piloto afirma. “Essa temporada começou muito bem, conseguimos alguns bons resultados juntos, então não houve nenhum momento durante esse ano em que percebi algum sinal de que eles estavam procurando por mais alguém”, explica.

Apesar de gostar da equipe, Valtteri conta que as negociações atuais foram bem diferentes das ocorridas em janeiro, quando houve toda uma pressa para tirá-lo da Williams. “Eu estava disposto a aceitar qualquer coisa para dirigir o carro mais rápido do campeonato, foi uma situação diferente onde tudo teve que ser feito de forma rápida”, explica Bottas sobre as negociações que ocorreram há oito meses. Agora, mais  consolidado na F1, ele diz que apesar de seu futuro depender da equipe, “sempre terei meus objetivos”.