Boullier analisa desempenho apresentado pela McLaren-Honda no GP da Inglaterra

Boullier

O diretor de corridas do time de Woking lamentou pelo abandono ocorrido com Fernando Alonso. Mas destacou a confiabilidade apresentada por Stoffel Vandoorne no circuito de Silverstone.

 

Para Eric Boullier, o GP da Inglaterra se caracterizou por ter tido dois sentimentos para McLaren-Honda: frustração e alívio. Nesta segunda-feira (17), o diretor de corridas do time de Woking analisou o desempenho apresentado por Fernando Alonso e Stoffel Vandoorne na prova disputada no domingo passado (16). Alonso abandonou por conta de problemas técnicos envolvendo o motor híbrido Honda. Enquanto que Vandoorne finalizou, mas de fora da zona de pontuação, com 11º lugar.

“Fernando [Alonso] teve forte desempenho após ter largado na parte de trás do grid”, analisou Boullier. “Ele atravessou os outros carros. E estava segurando a 13º colocação com ritmo sólido durante boa parte da corrida”, continuou. “Enquanto isso, Stoffel [Vandoorne] estava em nono”, afirmou.

Boullier analisou desempenho de Alonso (foto) e Vandoorne no GP da Inglaterra

“Foi decepcionante quando Fernando abandonou na volta 35. Isso foi resultado de uma queda na pressão de combustível, o que levou a perda de poder por parte do motor”, explicou. “Ainda estamos investigando esta falha”, revelou.

“Faltando 10 voltas para o final, Vandoorne começou a brigar com Felipe [Massa] pela décima colocação. No final, as suas esperanças de marcar pontos no campeonato mundial foram para nada. Mas ele teve um impulso sólido e impressionante”, elogiou.

“A partir daqui, vamos para Hungaroring, onde teremos que encarar diversas curvas bem curtas. Esperamos ser um pouco mais competitivos”.