Boullier diz que chegada de Button para disputar GP de Mônaco não coloca Vandoorne sob pressão

Boullier

O diretor de corridas da McLaren-Honda ressaltou a confiança existente no condutor belga. E garantiu que seu contrato será cumprido até seu tempo de expiração.

 

Jenson Button foi confirmado como substituto de Fernando Alonso no próximo GP de Mônaco, corrida esta agendada para o próximo dia 28 de maio, no circuito de Monte Carlo. Alonso decidiu não disputar a etapa do principado da F1. Ao invés disso, o espanhol pilotará pela Andretti Autosport na tradicional 500 Milhas de Indianápolis na Fórmula Indy.

Com o retorno de Button, houveram especulações sobre o futuro de Vandoorne na Fórmula 1. Mas, nesta sexta-feira (21), Eric Boullier desmentiu a boataria. O diretor de corridas da McLaren-Honda garantiu que o contrato do piloto belga não está em perigo de rescisão. E que confia o bastante no seu desempenho apresentado neste ano.

Boullier garante que contrato de Vandoorne (foto) não está em perigo de rescisão 

“Stoffel [Vandoorne] não está sob pressão”, garantiu Boullier em entrevista para a revista alemã ‘Auto Motor und Sport’. Ele sabe que temos confiança nele. E o seu contrato está conosco por diversas temporadas. Ele não precisa se preocupar com isso”, complementou.

Boullier também evitou críticas pela decisão de Alonso em correr a 500 Milhas de Indianápolis. “Ele quer ganhar, não importa o que aconteça”, respondeu. “Mas foi por conta disso que ele preferiu trocar a F1 pela Indy 500”, continuou. “Não queremos que Alonso perca do fogo sagrado. Ele vai estar correndo em Indianápolis. E tenho certeza que estamos conscientes na necessidade de melhorar o nosso carro para ele”.