Briatore afirma que a Ferrari devia por Verstappen no lugar de Raikkonen

Ex-chefe de equipe elogia ímpeto do holandês e volta a criticar a participação de Raikkonen na Scuderia

 

Mais uma vez Flavio Briatore criticou a Ferrari pela escolha de seus pilotos. Além disso, alertou a Scuderia italiana de que deveriam ter tentado contratar Max Verstappen.

No passado, o ex-chefe e empresário triunfou na categoria mais rápida do automobilismo. Primeiramente com Michael Schumacher nos tempos de Benetton e depois com Fernando Alonso na Renault.

Schumacher ao lado do chefe na época vitoriosa da Benetton.

Briatore afirmou que em uma briga direta, a presença de Kimi Raikkonen impossibilita o time vermelho de derrotar as Flechas de Prata. Por isso, acredita que a Ferrari teria mais sucesso se a dupla fosse constituída por Verstappen ao lado de Sebastian Vettel. “Não sei o que [Sergio] Marchionne fará, ele é imprevisível. Mas, com Raikkonen, você nunca vencerá o Mundial de Construtores. Você precisa de dois bons pilotos, e a Ferrari não tem isso.”

A participação na Renault também rendeu títulos, além da revelação de Alonso.

“Eu contrataria Verstappen com os olhos fechados. Ele é o único piloto de verdade que as pessoas querem ver – um gladiador que fazem de tudo para penalizar a cada corrida”, acrescentou o italiano, que já foi chefe do pai de Max, Jos Verstappen, em 1994, na Benetton.

Em 2009, Briatore foi afastado em definitivo da modalidade, quando protagonizou o esquema que envolveu a colisão proposital de Nelsinho Piquet no GP de Cingapura em 2008.