Carlos Sainz Jr pretende manter “foco” em meio à saga de troca de motores na F1

Sainz Jr

Com os rumores sobre a mudança antecipada para a Renault, Sainz quer se concentrar na corrida do fim de semana

 

Depois de uma semana intensa nos bastidores da F1, envolvendo a McLaren, Honda, Renault, Toro Rosso, Red Bull e Sainz, uma série de declarações está programada para quinta e sexta-feira, selando o fim da recente saga do fornecimento de motores.

O rompimento da McLaren com a Honda e a mudança para a Renault já foram acertadas. Com o acordo, também é esperada a renovação do contrato de Fernando Alonso com a equipe britânica por pelo menos um ano.

A Toro Rosso cancelou o contrato da Renault – em troca da Red Bull emprestando Sainz até o final de 2018 – e no próximo ano correrá com motores Honda. Essa nova relação poderia abrir caminho para uma parceria RBR-Honda a partir de 2019, mas ainda não houve nenhum anúncio oficial das partes envolvidas.

Além de Franz Tost(D) e Cyril Abiteboul(E), outros chefes das equipes envolvidas vão se pronunciar nessa sexta.

Embora seja uma das peças principais na negociação, Sainz busca manter o foco no circuito de Marina Bay. “Eu sei que há muitos rumores acontecendo e muitas coisas estão sendo ditas, mas prefiro manter meu padrão. Venho aqui como um motivado motorista Toro Rosso para marcar o maior número possível de pontos”, E concluiu alegando que não vai comentar muito sobre o futuro já que não tem permissão e por achar que essa é a melhor forma de enfrentar o fim de semana.

Outros envolvidos na oferta vão encarar a mídia durante todo o fim de semana de Cingapura. Alonso está programado para falar em uma conferência de imprensa oficial da FIA na quinta à noite. Na sexta-feira, a federação providenciou que todos os principais envolvidos, apareçam na conferência de imprensa de seus chefes de equipe.

A primeira rodada de anúncios envolverá Cyril Abiteboul da Renault e o Zak Brown da McLaren, enquanto o Yusuke Hasegawa da Honda, o Christian Horner da Red Bull e o Franz Tost da Toro Rosso participarão da segunda parte.

A negociação mudou o futuro das equipes e de outros pilotos da F1, como Alonso(M) e Kvyat(D).

O Companheiro da STR, Daniil Kvyat, não confirmou que a equipe havia fechado um acordo com a fornecedora japonesa. Mesmo assim, o piloto tem boas perspectivas para o futuro, pois a saída de Sainz praticamente assegura a sua continuidade na equipe em 2018. “Até que haja um anúncio oficial, não comentarei sobre essa informação. Seja lá o que acontecer, vai ser bom para a equipe, eu acho que há apenas coisas boas para o futuro deste time.”