Colisão entre Raikkonen e Bottas no GP da Espanha representou terceiro incidente entre os finlandeses na F1

Segundo revista,

Em análise, publicação britânica relembrou que os dois pilotos já tiveram desentendimentos por conta de incidentes na pista no campeonato de 2015 de Fórmula 1.

 

A primeira volta do GP da Espanha mostrou o quanto estava quente a corrida disputada no domingo passado (14) no circuito da Catalunha. Logo na primeira curva, a Mercedes de Valtteri Bottas tocou sorrateiramente a Ferrari que Kimi Raikkonen. O ‘Homem de Gelo’ perdeu o controle do seu SF70H e terminou atingindo em cheio a Red Bull Racing (RBR) de Max Verstappen. Bottas foi o único que continuou a corrida após o episódio.

Nesta segunda-feira (15), a revista britânica ‘Motorsport’ analisou o episódio. A publicação relembrou que este foi o terceiro caso em que os finlandeses batem entre si na Fórmula 1. O primeiro aconteceu no GP da Rússia de 2015, quando Raikkonen foi punido em 30 segundos após gerar o acidente que tirou Bottas do pódio e da zona de pontuação. Na época, o então condutor da Williams trocou farpas com o piloto da Ferrari, mas os ânimos foram amenizados por Maurizio Arrivabene e Claire Williams.

Segundo revista, batida entre Bottas e Raikkonen foi o terceiro incidente entre os finlandeses na F1

O segundo episódio no embate entre os finlandeses aconteceu ainda no campeonato de 2015, no GP do México. Na ocasião, o condutor da Williams foi atacado pela Ferrari do ‘Homem Gelo’. Esperto, Bottas continuou no traçado, não colocando o pé no freio. Com o toque, Raikkonen abandonou e seu compatriota rival ficou com o pódio.

A publicação ainda destacou a possibilidade entre os ânimos dos pilotos esquentarem no GP de Mônaco. Principalmente porque desta vez, Bottas foi considerado culpado pelo incidente. Apesar de afirmar que não teve nenhuma culpa. Essas emoções certamente devem estar presentes na corrida do principado, agendada para 28 de maio no circuito de Monte Carlo.