Conselho Mundial da FIA endurece penalidade para troca de motor e componentes

Conselho

Em assembleia, a entidade reguladora do automobilismo mundial decidiu que o limite de troca de componentes será de quatro para o campeonato de 2018 de Fórmula 1.

 

O Conselho Mundial da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) decidiu endurecer as regras sobre penalidades para troca de motor e componentes no regulamento técnico e esportivo para a temporada de 2018 de Fórmula 1. A partir do campeonato do próximo ano, todas equipes estão com o limite de troca de até quatro motores e componentes.

De acordo com a revista francesa ‘F1i’, o esperado é que as escuderias tenham utilizado seus motores de cinco a seis corridas. Lembrando que o campeonato de 2018 será composto por 21 provas.

Conselho Mundial da FIA decidiu endurecer regra que limita troca de componentes na F1

O Conselho Mundial da FIA também limitou o desenvolvimento do MGU-K (antigo KERS). De acordo com a norma decidida, as montadoras devem apenas utilizar duas atualizações desta peça. Fora isso, a criação do terceiro desenho deverá ser solicitado para Federação Internacional de Automobilismo.