Depois de Frank, agora é Claire Williams que vai se afastar da Fórmula 1

Depois de Frank, agora é Claire que vai se afastar da Fórmula 1

A dirigente da Williams está na parte final da gravidez e não vai acompanhar a equipe nas últimas sete corridas do ano. Já o seu pai, fundador da escuderia, não pisa em um autódromo desde o ano passado

 

A Williams terá dois importantes desfalques para as sete últimas corrida da temporada. Além de Frank Williams, que desde o ano passado se ausentou das provas por conta de uma pneumonia e acompanha os trabalhos da escuderia na sede do grupo, em Grove, Claire Williams também irá se afastar do campeonato. A chefe-adjunta do time britânico está nos meses finais da sua gravidez e terá que se afastar dos trabalhos por um bom período.

A expectativa é que Claire tenha o bebê no mês de outubro, mas a data ainda não está definida. Em entrevista à publicação Bild, da Alemanha, a dirigente afirmou que vai sentir falta da adrenalina de um final de semana de corridas. Ela também falou sobre a ausência do pai, que preferiu acompanhar as etapas de longe desde que se curou da doença.

“Ele é um obcecado pelo esporte a motor e fez isso a sua vida inteira. Sempre esteve na Fórmula 1. É uma pena que ele não possa mais viajar, mas sei que ele gosta do esporte tanto quanto no primeiro dia em que esteve em uma pista”, afirmou.

Depois de Frank, agora é Claire que vai se afastar da Fórmula 1

A chefe-adjunta lamentou a ausência da família nas provas de Fórmula 1, já que aprendeu a gostar do automobilismo com o pai e a mãe, que sempre trouxeram a atmosfera das provas para dentro da família.

“A minha família mudou muito e eu sinto pelo meu pai que não vai mais aos circuitos. Cresci nesse ambiente e lembro que meus pais sempre visitavam os autódromos. Agora não mais. Só eu vou”, finalizou.