Diretor da Force India defende teto orçamentário de US$ 150 milhões para equipes por temporada

Szafnauer

Segundo Otmar Szafnauer, a diminuição dos custos das grandes escuderias pode igualar o nível de competitividade das equipes da Fórmula 1.

 

Para Otmar Szafnauer, a Fórmula 1 precisa de teto orçamentário de US$ 150 milhões (R$ 469,5 milhões) para as equipes durante a temporada. Essa opinião foi apresentada pelo diretor de operações da Force India nesta terça-feira (12). Szafnauer destacou que os atuais times de ponta da F1 possuem o orçamento acima de US$ 250 milhões (R$ 782,6 milhões). E que a diminuição destes custos pelas grandes escuderias pode equilibrar o nível de competitividade no grid da principal categoria do automobilismo mundial.

“Temos que ser pragmáticos”, afirmou Szafnauer em entrevista para a revista francesa ‘F1i’. “As equipes estão gastando mais de US$ 250 milhões por temporada. E elas empregam cerca de 1000 pessoas em sua fábrica”, analisou.

Szafnauer defende teto orçamentário para todas equipes de Fórmula 1

“Temos que ter um limite para o orçamento. Acredito que este seria de US$ 150 milhões para o desenvolvimento dos dois carros”, opinou.

“Este é um montante realista que cobre os gastos das equipes intermediárias. Acredito que se todos tivessem este limite, não teríamos equipes com desempenho acima do resto do grid”.