Ecclestone sobre a parceria frustrada entre a McLaren e a Honda: “A culpa foi da McLaren”

Para Ecclestone, a McLaren foi a única culpada pela parceria com a Honda não ter dado certo

O chefão revelou ainda que não sabe se o acordo com a Renault vai dar certo

 

Mesmo sem comandar a Fórmula 1 desde que a Liberty Media assumiu as rédeas da categoria, Bernie Ecclestone continua polêmico. Dessa vez, o eterno chefão da F1 afirmou que a Honda não teve culpa pela parceria frustrada com a McLaren. O motivo do fracasso foi todo e exclusivo da escuderia de Woking.

Na opinião de Ecclestone, que concedeu uma entrevista ao jornal Daily Mail, faltou “humildade” para a McLaren, que não trabalhou em parceria com a Honda. “A culpa foi da McLaren”, disparou. “Cada dia discutiam algo diferente, ao invés de trabalhar com eles. Foi algo estúpido.”

Apesar do rompimento com a Honda já ter sido anunciado, o acordo entre o time britânico e a Renault, nova fornecedora de motores, ainda não foi confirmado oficialmente. Já a marca japonesa vai trabalhar ao lado da Toro Rosso no próximo campeonato.

Para Ecclestone, a McLaren foi a única culpada pela parceria com a Honda não ter dado certo

Mas a mudança das unidades de potência em 2018 não garante a evolução da McLaren, acredita Ecclestone. Para o presidente honorário da Fórmula 1, o acerto com a Renault garante apenas a permanência de Fernando Alonso na equipe, mas os resultados ainda devem ser parecidos.

“O acordo com a Renault está feito. A permanência de Fernando também é uma grande notícia, mas não sei como a McLaren vai ser mais feliz com a Renault do que com a Honda. Não foi culpa da Honda as coisas não terem funcionado”, finalizou.