Entre Sauber e Williams, Nasr acredita que seu futuro será decidido até o fim de setembro

Nasr larga em penúltimo nos EUA

O brasileiro ainda não sabe se continua na escuderia suíça ou se substitui Felipe Massa na Williams na próxima temporada

 

Ainda sem saber se continuará na Sauber, mudará de equipe ou ficará de fora da Fórmula 1 no ano que vem, Felipe Nasr acredita que setembro será um mês de decisões importantes para o futuro da sua carreira. O nome do brasileiro surgiu forte para substituir Felipe Massa em 2017, mas, a venda da Sauber também pode fazê-lo permanecer mais um ano na escuderia suíça.

Em entrevista ao site Autosport, o piloto da Sauber revelou que o anuncio da aposentadoria de Massa abriu uma grande oportunidade de vestir o macacão da Williams em 2017. Porém, ele tem a concorrência de Sergio Perez, que ainda não concluiu seu acordo com a Force India e também é cotado à vaga na escuderia inglesa.

“Várias decisões serão tomadas neste mês. Espero que a nossa escolha seja a mais correta possível. Será um período decisivo para vários pilotos”, afirma Nasr.

Nasr acredita que seu futuro será decidido até o final de setembro

Nasr acredita que seu futuro será decidido até o final de setembro

O brasileiro já foi piloto de testes da Williams em 2014 e tem a convicção de que o bom relacionamento com os funcionários da equipe pode ser o diferencial para a sua contratação. Porém, ele também acredita que com a injeção financeira na Sauber, permanecer na escuderia pode ser uma opção atraente.

“Tudo o que posso dizer é que sempre tive um bom relacionamento na Williams, mas quero estudar todas as possibilidades que eu tenho. Minha meta é ter um ano positivo em 2017”, continua.

O piloto, que é muito amigo de Felipe Massa, ainda foi questionado sobre a aposentadoria do compatriota. Sincero, Nasr admitiu que não esperava a decisão tomada pelo piloto da Williams. “Fiquei surpreso, já que eu sentia que ele queria ficar mais um ou dois anos na Fórmula 1.”