Equipes podem contar com limite de cinco motores na temporada de 2016

Equipes devem contar com cinco motores para a temporada de 2016

Segundo a imprensa italiana, a questão foi aprovada na reunião do Grupo de Estratégia, ocorrida na quinta-feira passada (15), no circuito de Spa-Francorchamps.

 

Equipes podem contar com a disponibilidade de cinco propulsores por piloto para a temporada de 2016 de Fórmula 1. A informação foi confirmada nesta sexta-feira (15) pela revista italiana ‘Omnicorse’. Segundo a publicação, a decisão foi tomada pelo Grupo de Estratégia, que se reuniu na quinta-feira passada (15), no paddock do circuito de Spa-Francorchamps.

Equipes devem contar com cinco motores para a temporada de 2016

Equipes devem contar com cinco motores para a temporada de 2016

De acordo com a revista, a proposta que visa disponibilizar cinco motores para cada carro por temporada deve ainda passar pelo clive do Conselho Mundial da Federação Internacional de Automobilismo (FIA). Caso seja aprovada pela comissão da FIA, o artigo 23.5 do regulamento esportivo da Fórmula 1 deve ser adulterado – regra esta que permite a disponibilidade de apenas quatro propulsores híbridos por piloto para cada temporada.

Além disso, também foram discutido a proposta de aumento no número de tokens para o campeonato de 2016. A maioria do Grupo de Estratégia vetou a sugestão defendida pela Mercedes e Ferrari. Para o campeonato do ano que vem, as montadoras devem ter o mesmo número de fichas de modificação – ou seja 32 -, distribuídas a inverso às suas colocações no Mundial de Construtores de 2015.