Ericsson reclama de dia difícil nos treinos livres para GP de Cingapura

Ericsson

O piloto da Sauber obteve o 20º tempo nas sessões práticas desempenhadas no circuito de Marina Bay. Ele ainda reclamou de falha na unidade de força e a degradação excessiva dos pneus no C35.

 

Os treinos livres para o GP de Cingapura, realizados nesta sexta-feira (16), foram bastante complicados para Marcus Ericsson. O sueco sofreu com falha na unidade de força do seu C35 logo no TL1. Após a troca do motor híbrido, o sueco voltou para a pista cingapuriana, mas seu trabalho foi limitado por conta do alto nível de desgaste dos pneus no C35 durante o TL2.

“Foi um dia muito difícil”, argumentou. “No TL1, eu lutei com o carro devido aos problemas apresentados na unidade de força”, descreveu. “Por conta disso, optamos por mudar de motor para o TL2”, continuou.

Ericsson

Ericsson destaca problema de motor e desgaste dos pneus como empecilho nos treinos livres

“Nesta sessão, eu tive um sentimento bom no carro com os pneus supermacios. Mas, de alguma forma, tudo mudou quando resolvi testar o ultramacio e o composto macio. Lutei muito para fazê-los funcionar”, afirmou. “Até agora, eu não entendi a razão que os fez desgastar tão excessivamente”.