FIA modifica regra que possibilita queima de óleo para temporada de 2018 de Fórmula 1

Conselho Mundial da FIA

O Conselho Mundial da Federação Internacional de Automobilismo decidiu que será permitido somente único tipo de lubrificante para a combustão. E que o uso desta prática está proibida durante a qualificação.

 

Há dois meses, a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) impôs o limite de queima de óleo lubrificante na temporada de 2017 de Fórmula 1. Inicialmente, o esperado é que as equipes utilizassem 0,6 litro em combustão para cada 100 quilômetros.

Nesta sexta-feira (22), a entidade reguladora da F1 modificou os critérios da queima de óleo através do seu Conselho Mundial. De acordo com a revista francesa ‘F1i’, a FIA decidiu que somente será permitida único tipo de lubrificante. Não será permitidos a inclusão de aditivos – algo que segundo especulações, era utilizado por Ferrari e Mercedes.

Conselho Mundial da FIA determina mudanças nos critérios para queima de óleo lubrificante

Além disso, a publicação destacou que a queima de combustível será permitido somente nos treinos livres e na corrida. Ficando assim proibida na qualificação. Essas modificações começariam a valer a partir do campeonato de 2018 de Fórmula 1.