Hamilton adverte sobre falta de ultrapassagens na F1

Lewis elogia o carro da temporada, mas espera que falha seja corrigida no futuro

 

O britânico largou no fim do grid da última etapa brasileira e após uma boa corrida de recuperação, por pouco não alcança o pódio. Com uma estratégia agressiva, Lewis Hamilton fez 10 ultrapassagens e conquistou o 4º lugar.

Entretanto, admitiu que é mais fácil repetir sua performance em outras categorias, porque a vantagem de tempo de volta necessária para ultrapassagem é maior do que em Interlagos. “Quando eu estava na GP2 que era uma boa diversão, era mais fácil de ultrapassar.”

Hamilton revelou que o traçado do Brasil traz dificuldades na hora de disputar uma posição, que é o momento onde o público mais aplaude. “Interlagos é realmente uma pista onde é difícil passar, mas o delta é um pouco menor do que em outros lugares”, disse o condutor. “Se você olhar para a maioria dos circuitos onde vamos, o delta para poder ultrapassar o carro da frente geralmente é um segundo e meio, ou algo assim.”

Momento da ultrapassagem em cima da Force India de Perez.

“Você deve ser um segundo e meio mais rápido. Então, isso mostra que obviamente há uma falha no design dos carros, e enquanto os carros são fantásticos este ano, essa é uma área que podemos melhorar para o futuro”, advertiu o atual campeão da Fórmula 1.

Perguntado se performances como a que fez no GP do Brasil sugerem que o grid invertido torne a Fórmula 1 mais divertida, respondeu: “Inverter o grid, quer dizer, você não viu os quatro primeiros estavam, não é?”