Hamilton e Rosberg afirmam que saída de Brawn seria uma vergonha

Ausência do FRIC, não agradou os pilotos da Mercedes na prática dessa sexta-feira.

Os pilotos da Mercedes se disseram satisfeito com a decisão do chefe de equipe do time de Brackley que decidiu ficar na escuderia da Flecha Prateada.

 

Um dia após Ross Brawn ter confirmado que permanece na Mercedes por tempo indeterminado, nesta quinta-feira (10), Lewis Hamilton e Nico Rosberg opinaram sobre o assunto para a revista britânica ‘Autosport’. De acordo com Hamilton, a saída de Brawn da Mercedes representaria uma tremenda quebra de confiança, visto que foi o dirigente que o trouxe para a Mercedes.

Rosberg (à esquerda) e Hamilton (à direita) aprovaram a decisão de Brawn em ficar na Mercedes

Rosberg (à esquerda) e Hamilton (à direita) aprovaram a decisão de Brawn em ficar na Mercedes

“Tivemos algumas boas conversas quando nos sentamos juntos antes de eu fazer a minha decisão [de mudar de equipe]. Ele me levou para a equipe e foi muito influente nisso. Ele é um grande chefe. Gosto de trabalhar com ele. Eu não sei quais são os seus planos para o futuro, mas gostaria que ele ficasse. Ross [Brawn] é um cara muito amigável. Cresci vendo ele na TV e então eu tive a ideia do que ele era”, afirmou Hamilton.

Concordando com o seu companheiro de equipe, Rosberg também fez engrossou os elogios para Ross Brawn. “Para mim, seria muito bom se ele ficasse, porque eu fico bem com ele e acho que ele é um grande chefe de equipe. Ao mesmo tempo, tenho confiança na capacidade de liderança de equipe para se certificar de que temos um futuro sólido, seja qual for a sua decisão é porque nós temos com ele uma grande força agora”, finalizou Rosberg.