Hasegawa classifica como recompensa pontos conquistados pela McLaren-Honda do GP da Hungria

Vandoorne

O chefe de motor da Honda afirmou que estava contente pela confiabilidade apresentada pela unidade de força japonesa apresentada no fim de semana no circuito de Hungaroring.

 

Para Yusuke Hasegawa, os pontos conquistados no último GP da Hungria pela McLaren-Honda podem ser classificados como recompensa diante do esforço enorme da montadora para conseguir desenvolver sua unidade de força. Nesta segunda-feira (31), Hasegawa comentou sobre o desempenho de Fernando Alonso e Stoffel Vandoorne, ambos terminaram a prova realizada no circuito de Hungaroring na sexta e décima colocações.

“O GP da Hungria foi um bom dia para a McLaren-Honda. Tivemos o acabamento com os dois carros pontuando. Depois deste resultado encorajador na qualificação, sabíamos que tínhamos um pacote capaz de marcar pontos”, declarou. “Tanto Fernando [Alonso] quanto Stoffel [Vandoorne] dirigiram brilhantemente, mantendo a concentração em condições difíceis e fortes. E empurraram pontos preciosos”, respondeu.

Hasegawa diz que está satisfeito por desempenho da McLaren-Honda em Hungaroring

“O resultado do GP da Hungria é a soma de todos os nossos esforços diários dentro da equipe. É a recompensa pelo nosso trabalho. E tenho que agradecer por isso”, complementou.

Hasegawa afirmou que a Honda não pretende tirar férias, mas sim, se preparar para disputar o GP da Bélgica, corrida esta agendada para acontecer em 27 de agosto, no circuito de Hungaroring. “Embora essa seja uma pausa, temos muito trabalho pela frente”, respondeu.

“Não estamos totalmente satisfeitos com os resultados globais da primeira parte da temporada de 2017. Continuaremos com o nosso impulso de desenvolvimento para melhorar. E esperamos que possamos ter melhores resultados na segunda metade do campeonato, que terá início no GP da Bélgica, em Spa-Francorchamps”.