Hembery afirma que Webber e Alonso não tem motivos para reclamar sobre os pneus

Hembery critica Alonso e Webber e afirma que estouro do pneu do carro de Pérez (acima) foi porque a McLaren tentou poupar uma parada

O diretor-esportivo da Pirelli também explicou que o pneu furado de Pérez se deu por conta da demora do piloto da McLaren em fazer um pit-stop.

 

Rebatendo críticas, Paul Hembery afirmou logo após o GP da Coreia, que Fernando Alonso da Ferrari e Mark Webber da Red Bull Racing (RBR) não possuem motivos para reclamar dos pneus da Pirelli. Segundo o diretor-esportivo da fornecedora italiana de compostos pneumáticos a degradação excessiva aconteceu por conta da tentativa das equipes em minimizar uma parada durante a corrida em Yeongam.

Hembery critica Alonso e Webber e afirma que estouro do pneu do carro de Pérez (acima) foi porque a McLaren tentou poupar uma parada

Hembery critica Alonso e Webber e afirma que estouro do pneu do carro de Pérez (acima) foi porque a McLaren tentou poupar uma parada

“Temos um ponto de vista diferente. E não há nada de errado com um ponto de vista diferente. Talvez as equipes não souberam como planejar as suas paradas levando os pneus ao seu máximo. Eles [Webber e Alonso] não possuem motivos para reclamar, pois os pneus não são os mesmos que anteriormente”, respondeu.

Hembery também explicou sobre o estouro do pneu dianteiro direito do MP4-28 guiado por Sergio Pérez. Segundo o diretor-esportivo da Pirelli, a telemetria do carro da McLaren mostrou que o composto deu cinco voltas com um furo na base direita do pneumático.

“A telemetria nos mostrou que eles andaram mais de cinco voltas com o pneu furado. Eles sabiam disso, mas optaram por não trocá-lo. Logo o estouro não foi total por conta do cinto de aço, Krevlar. Acredito que não há muito o que possamos falar sobre isso”, finalizou.