Honda analisa motor utilizado por Alonso na Bélgica e piloto poderá utilizá-lo novamente na Itália

Alonso poderá usar o mesmo motor da Bélgica na Itália

A empresa japonesa concluiu que não houve nenhum problema com o motor durante a prova em Spa

 

Mesmo tendo reclamado do motor da Honda no GP da Bélgica, Fernando Alonso deverá utilizar o mesmo propulsor na corrida da Itália, no próximo domingo. De acordo com o site Autosport, a empresa japonesa analisou criteriosamente a unidade de potência utilizada em Spa-Francorchamps e concluiu que os problemas relatados por Alonso não aconteceram.

O bicampeão do mundo alegou que seu abandono no último domingo teve ligação com falhas no motor. Contudo, as reclamações do espanhol foram rebatidas pela Honda, que analisou o propulsor em Milton Keynes, sede da empresa na Europa, e não encontrou nada de errado.

Mas ainda não está confirmado se Alonso vai usar o mesmo motor ou optar por uma nova unidade de potência para o final de semana em Monza. A definição deverá sair até a noite desta quinta-feira, já que amanhã os primeiros treinos livres no circuito italiano serão realizados.

Alonso poderá usar o mesmo motor da Bélgica na Itália

O resultado da prova na Bélgica foi o que faltava para amargar de vez a relação entre Alonso e a Honda. Ficou claro que o piloto só continuará na McLaren se a escuderia britânica conseguir um acordo com uma nova fornecedora de motores.

Contudo, a única alternativa da equipe seria assinar um vínculo com a Renault, já que a Ferrari e a Mercedes não possuem interesse em fornecer uma unidade de potência para a rival britânica. Vale lembrar que a Honda paga boa parte do salário do espanhol na McLaren.