Kubica diz que seria capaz de correr em 80% dos circuitos da F1

Kubica não tem interesse em fazer testes com a F1 no momento

Piloto se vê em condições de guiar na maioria dos circuitos, mas admite que não tem condições físicas de correr todo o calendário, já que em alguns traçados ele não conseguiria competir.

 

Longe da Fórmula 1 desde o seu acidente no início de 2011, Robert Kubica voltou a falar sobre a possibilidade de retornar à categoria. No entanto, apesar de acredita ter condições de guiar em grande parte dos circuito do calendário, o polonês admitiu que suas chances de retornar à F1 são muito pequenas.

Kubica não tem interesse em fazer testes com a F1 no momento

Kubica não tem interesse em fazer testes com a F1 no momento

Recentemente, Kubica participou de alguns testes no simulador da Mercedes. O ex-piloto da Lotus até se saiu muito bem, mas ele sabe que ainda não tem condições de correr em todos os tipos de traçados. Em entrevista ao jornal ‘Gazzeta dello Sport’, o polonês admitiu não ter condições físicas para voltar à principal categoria do automobilismo mundial. “Eu sinto falta F1, mas ainda não tenho mobilidade suficiente no meu braço direito”, disse.

“O caminho ainda é longo e tudo não depende só de mim. Eu não estou nas melhores condições físicas para retornar à Fórmula 1. A realidade é que eu não sou capaz de correr em todos os circuitos. Mônaco, por exemplo, onde você tem que girar o volante muito, eu sou incapaz de correr. Honestamente, eu acho que sou capaz de guiar em 80% dos circuitos”, complementou.

O piloto ainda foi questionado sobre o interesse deixar o simulador de lado e fazer alguns testes com um carro de Fórmula 1. Mas Robert descartou a possibilidade, pelo menos enquanto ele não reunir condições de brigar por uma vaga de titular em uma equipe.

“Eu acho que eu seria capaz de dirigir um carro fora de um simulador, mas é inútil testar se eu não posso correr todos os circuitos do calendário. Sem a perspectiva de ser capaz de correr novamente na F1 um dia como um piloto de corridas, uma sessão de testes não me interessa”, concluiu.