Lowe admite que Williams errou na estratégia de pit-stops para Massa e Stroll

F

O diretor-técnico do time de Grove afirmou que esta falha foi determinante para limitar as corridas de Felipe Massa e Lance Stroll, que terminaram na décima e 16º colocações.

 

Pode-se dizer que a Williams teve uma corrida abaixo do esperado no GP da Inglaterra, corrida esta realizada no domingo passado (16), no circuito de Silverstone. Felipe Massa terminou a etapa britânica na décima colocação. Enquanto que Lance Stroll finalizou em 16º. Quem analisou estes resultados nesta segunda-feira (17) foi Paddy Lowe. O diretor-técnico da escuderia de Grove justificou que houve erro na estratégia de pit-stop. E que tal circunstância limitou o desempenho que poderia ser apresentado por Massa e Stroll.

“Nós tínhamos planejado somente uma única parada para os nossos pilotos. Mas não foi isso que realmente aconteceu. No caso de Felipe [Massa], ele começou a corrida com os pneus macios e conseguiu estar na 14º colocação. Aos poucos, ele ganhou posições até terminar a prova em décimo”, descreveu.

Lowe analisou desempenho apresentado pela Williams no GP da Inglaterra

“A corrida dele foi razoavelmente planejada. A única questão era que os pneus supermacios se degradassem. E foi isso que aconteceu. No entanto, ele teve a oportunidade de desafiar as Force Indias. Mas não conseguiu ultrapassar”, destacou. “Os pneus se desgastaram e precisamos chama-lo novamente para o pit-stop”, descreveu.

“Infelizmente erramos na escolha do tipo de pneus. Acho que se ele estivesse com os compostos macios, não teria tido este problema”, opinou.

“No caso de Lance [Stroll], ele conduziu uma corrida sólida. Mas sofreu um dano na carroceria. E isso fez os pneus se degradarem, especialmente os traseiros. No geral, foi decepcionante. O carro estava rápido, mas não conseguimos criar uma estratégia em que indicaria um melhor aproveitamento com os pneus. Precisamos aprender com esta experiência e ser melhor na próxima corrida”.