Marko assegura que Ferrari não tem chances de contratar Verstappen para substituir Vettel em 2018

Marko afirmou que não existe chances de Verstappen (foto)

O consultor da Red Bull Racing admitiu que Verstappen está chateado pelo desempenho do RB13. Mas que tudo que se refere a sua possível ida para o time de Maranello é mera especulação.

 

Na semana passada, o rumor sobre a possibilidade da ida de Sebastian Vettel para a Mercedes no campeonato de 2018 rondou os bastidores da Fórmula 1. O condutor alemão não possui contrato garantido pelo time de Maranello no próximo ano. Tal situação levantou a hipótese sobre mudança de escuderia por parte do tetracampeão mundial.

O primeiro a comentar sobre o assunto foi Eddie Jordan. O ex-proprietário da extinta Jordan GP revelou que Vettel possui um diálogo constante com Toto Wolff, que estaria tentando uma aproximação por parte da escuderia alemã. Em resposta, Wolff admitiu que tem conversado com Seb, mas que na verdade foram assuntos fora da F1, visto que ambos são vizinhos.

Marko afirmou que não existe chances de Verstappen (foto) ser contratado pela Ferrari para 2018

Depois disso, foi a vez do jornalista italiano Leo Turini que cogitou na existência do pré-contrato entre Vettel e a Mercedes. Especulação esta que foi negada pelo time alemão.

Nesta quarta-feira (10), Helmut Marko comentou sobre a consequência desta possível especulação. O consultor da Red Bull Racing (RBR) assegurou que Max Verstappen não iria para Ferrari, caso realmente Vettel opte por deixar o time de Maranello.

“Estamos contrários aos rumores”, respondeu Marko em entrevista para a revista alemã ‘Auto Bild’. “Não há nenhuma cláusula no contrato de Max [Verstappen] que o possa liberar para correr pela Ferrari”, destacou. “Ele não vai para a Ferrari. Não é a sua intenção. Essas conversas são apenas estéreis”, complementou.

Questionado, Marko admitiu que Verstappen não está nada contente com o desempenho apresentado pelo seu RB13. “Isso é algo passageiro. Quando chegamos ao nível esperado, a sua opinião sobre o ritmo do carro vai mudar”.