Marko confirma que Ron Dennis foi a pessoa que fez a ligação entre Toro Rosso e Honda

Segundo M

O consultor da Red Bull Racing afirmou que caso o contrato de fornecimento entre Scuderia Toro Rosso e a montadora de Sakura seja assinado, a escuderia italiana não deverá mudar de sede, continuando assim na cidade de Faenza.

 

Não é mais segredo para ninguém que a Scuderia Toro Rosso (STR) está negociando uma possível parceria técnica com a Honda para o fornecimento de motores híbridos para a temporada de 2018 de Fórmula 1. Nesta sexta-feira (4), Helmut Marko comentou sobre o recente rumor. Marko afirmou que há a possibilidade da Toro Rosso trabalhar com a montadora de Sakura. E que Ron Dennis foi a pessoa que ligou ambas as partes após a sua saída da McLaren.

“Ron [Dennis] vendeu sua cota da McLaren por US$ 300 milhões [R$ 938,1 milhões] para que pudesse ir às compras. Mas antes disso, ele nos chamou para conversar sobre a Honda. Então, seria um absurdo assinar com a Honda e sair de Faenza. Ainda estamos em conversações, mas iremos continuar na nossa atual sede”, declarou.

Segundo Marko, Dennis (foto) foi o homem que intermediou conversas entre STR e Honda

“Ele foi a pessoa que ligou a Toro Rosso com a Honda. Ele participou da nossa reunião entre nós e Masushita Yamamoto. E eles estão preocupados por conta do cancelamento de contrato com a Sauber, que foi decidido por Frederic Vasseur. Então, estamos fazendo progressos. Em breve, espero contar com algumas novidades”, encerrou.

Marko também revelou que Dennis tinha planos de comprar a extinta Manor Racing. Mas isso não foi concretizado porque seus sócios indonésios recuaram diante da proposta de venda da equipe. “Ron queria comprar a Manor para ter a sua própria equipe na F1”, revelou. “Mas o pai de Sean Gelael decidiu não investir nesse negócio. Então, para nos aproximar dele, nós oferecemos o teste da Hungria para Gelael”.