Massa diz que incidente com McLarens pode ter custado quarto lugar no GP da Espanha

Acima,

O condutor brasileiro afirmou que seu FW40 ficou bastante danificado por conta dos toques em que sofreu na disputa de colocações com os carros de Fernando Alonso e Stoffel Vandoorne na etapa disputada no circuito da Catalunha.

 

Para Felipe Massa, o quarto lugar era muito possível no GP da Espanha, corrida esta realizada no domingo passado (14), no circuito da Catalunha. Nesta quarta-feira (17), o condutor da Williams retratou que esta meta somente não foi alcançada por conta das danificações ocorridas com seu FW40 durante as disputas com os carros da McLaren-Honda em Barcelona. A primeira delas aconteceu logo após a largada, quando o MCL32 de Fernando Alonso tocou na lateral da máquina do brasileiro na primeira curva. Massa continuou no traçado. Já Alonso foi jogado para caixa de brita, onde conseguiu se recuperar e retornar para pista.

Já o segundo contato aconteceu por volta da parte final do GP da Espanha. Massa estava em alta velocidade e tentou atacar a McLaren-Honda de Stoffel Vandoorne. O condutor belga fez uma manobra de defensa fechando o FW40 do brasileiro. Ambos os carros se tocaram. Vandoorne foi parar na caixa de brita onde abandonou a etapa espanhola de F1 – e ainda por cima foi penalizado com a perda de três posições para GP de Mônaco. Já o piloto da Williams teve seu pneu furado, perdendo assim posições na zona de pontuação e finalizando a corrida em 13º.

Acima, momento do toque entre a Williams de Massa e a McLaren-Honda de Alonso

“Eu me sinto um pouco triste se eu olhar para trás no GP da Espanha”, afirmou Massa em sua coluna publicada para a revista britânica ‘Motorsport’. “Eu tinha começado o fim de semana bem com a Williams. E tinha esperanças de ter uma boa corrida”, continuou.

“Os dois impactos em que eu tive. E o furo de pneu, foram fatos que marcaram a minha corrida, pois eu tive que ir aos boxes, perdendo tempo. Eu estava à frente de Sergio Pérez. E isso significa que eu tinha chances de ter terminado em quarto”, opinou.

“No fim da primeira volta ao voltei aos boxes por conta do impacto em que tive com a disputa com Fernando [Alonso]. Não foi nada de grave. Apenas questões de segurança. No meio disso tudo ainda teve uma questão com Stoffel [Vandoorne]. Olhando o vídeo depois, acho que ele não tinha me visto quando eu cheguei nele”, afirmou.

“Felizmente, embora o meu carro não tenha sofrido nenhum dano. Eu tive um pneu furado. E isso me fez terminar em 13º. Foi uma verdadeira vergonha, pois tínhamos a oportunidade de entregar pontos importantes, visto que um carro da Ferrari, Mercedes e Red Bull estavam de fora da prova”, argumentou.

Massa (esquerda) afirmou que Vandoorne (direita) provavelmente não o viu antes do contato

Massa também comentou sobre suas perspectivas para o GP de Mônaco, prova esta agendada para acontecer no dia 28 de maio, no circuito de Monte Carlo. “Estou curioso para ver como os carros devem se comportar por lá”, opinou.

“A semana de Mônaco promete ser muito longa. A ação começa na pista logo na quinta-feira. Mas temos que estar prontos já na terça por conta de alguns eventos divertidos realizados pelos nossos patrocinadores”, declarou.

“E ainda temos o tradicional jogo de futebol com alguns amigos. Bem, irei levar Felipinho e mais alguns amigos para ter a certeza de que a vitória será algo garantido”.