“McLaren não vai ser muito feliz no seu casamento com Renault”, diz Ecclestone

Ecclestone

O ex-chefão da F1 afirmou que o time de Woking foi o verdadeiro culpado pela separação com a Honda para a temporada de 2018 de Fórmula 1.

 

Bernie Ecclestone foi claro e direto ao informar que a McLaren não vai ser competitiva, mesmo com Fernando Alonso e os motores híbridos Renault. Essa foi a opinião dada pelo ex-chefão da F1 nesta quarta-feira (13). Para Ecclestone, o time de Woking foi o verdadeiro culpado pela separação com a Honda. E que ele vai sofrer os mesmos problemas de confiabilidade, mas desta vez, com a Renault.

“A McLaren não vai ser feliz com seu casamento com a Renault”, cravou Ecclestone em entrevista para o jornal britânica ‘Daily Mail’. “O acordo assinado com a Renault, e saber que Alonso vai continuar na F1 são grandes notícias para o esporte”, continuou.

Ecclestone diz que McLaren foi a verdadeira culpada do divórcio com Honda

“Mas a McLaren não vai ser feliz com esses novos motores [da Renault]. Eles sabiam desde o início que a parceria com a Honda traria resultados difíceis. Então, o divórcio é culpa da McLaren”, opinou.

“Acho que esta foi uma decisão estúpida. Todos os dias, eles lutaram juntos… E agora? O que garante que a falha de confiabilidade ainda possa existir na McLaren no próximo ano?”.