Mesmo admitindo ajuda financeira do seu pai, Stroll diz que está na Fórmula 1 para aprender

Stroll

O condutor canadense fez uma análise sobre seu desempenho na primeira parte da temporada de 2017 de Fórmula 1.

 

Apesar da ajuda dada pelo seu pai – Lawrence Stroll – para se manter na Williams, para Lance Stroll, a temporada de 2017 é uma grande oportunidade de aprendizado. Nesta sexta-feira (11), o condutor canadense afirmou que aprendeu muito neste campeonato. Ele ainda fez uma análise sobre seu desempenho na primeira parte do calendário da F1 disputado neste ano.

“É um rótulo que tenho que considerar. Mas eu acho tudo isso divertido”, afirmou Stroll em entrevista para a revista francesa ‘F1i’. “Eu não caminho para silenciar os críticos, mas sim para fazer o meu trabalho para a equipe”, justificou.

Stroll diz que considera F1 como campo de aprendizado no automobilismo

“Eu acho que os meus resultados falam para eles [os críticos]. E isso era verdade na Fórmula 3, quando eu era piloto e ganhei o campeonato. Agora eu sou o mais jovem a estrear na F1. E claro que tenho muitas coisas para aprender. E este espaço é relativamente necessário para o meu crescimento. Mas não tenho que dizer que tenho um volante de F1 por conta do dinheiro do meu pai”, afirmou.

“Estamos no meio do campeonato agora. Eu sei que houve fins de semana bons e outros ruins. Meu objetivo é continuar seguindo em frente. Para assim, chegar no top-10 do Mundial de Pilotos”, encerrou.

Sobre Stroll, o canadense conquistou 18 dos 41 pontos marcados pela Williams neste campeonato. Atualmente o companheiro de equipe de Felipe Massa está ocupando a 12º colocação do Mundial de Pilotos.