“Não demos nenhum passo à frente”

John Booth, chefe da Virgin, comentou que sua equipe ainda não evoluiu em relação à temporada de estreia, em 2010. No entanto, o dirigente não admite que o carro está pior que o antecessor. Ele garante que as melhorias que estão por vir darão outra especificação ao MVR-02.

“Não demos nenhum passo à frente. Graeme [London, diretor-técnico] mantém um relatório de desempenho ao longo do fim de semana e o sobrepõe a 2010. E, neste momento, ele é quase idêntico. Todo o padrão do fim de semana, a diferença no primeiro e no segundo treinos livres. Até nossa dificuldade para ficar dentro do limite dos 107% na Austrália foi idêntica ao ano passado. Então, nós estagnamos, não evoluímos, e isso é o mais decepcionante”, afirmou John.

Siga o @Portalf1team no Twitter

Ele ainda falou que, devido à pré-temporada obtida pelo time, o desempenho poderia estar pior. “Tínhamos algumas correções para fazer no último teste, e elas não foram feitas até o último dia. A posição em que nós estamos seria ainda pior”, comentou.

“Espero que tenhamos reconhecido alguns dos problemas. Mas [o novo pacote] só vai nos colocar onde deveríamos começar, na Austrália. É muito perto disso”, continuou.

No fim, Booth declarou que seu objetivo é frequentar regularmente o Q2 e descartou ter piorado em relação a 2010. “Nossa ambição é chegar ao Q2 de maneira regular. Este é nossa meta. Qualquer coisa menor que isso será uma enorme decepção para nós. Nada no mundo poderia ser mais difícil do que 12 meses atrás, encerrou.

Curta a página do F1Team no Facebook

Conheça nossa Loja Virtual