“Não existe uma volta sem risco em Mônaco”, afirma Verstappen

Verstappen está chateado com a Red Bull

O piloto da Red Bull acredita que pode conquistar um bom resultado na corrida do principado

 

Garoto prodígio da Fórmula 1, Max Verstappen não conseguiu esconder a ansiedade para guiar no GP de Mônaco. Morador do principado, o piloto da Red Bull sabe que não pode andar devagar no circuito de Monte Carlo, mesmo que ele seja um dos mais perigosos da temporada.

O holandês, que já se acidentou em Mônaco, afirmou que vai guiar no limite, mesmo que corra riscos de novos imprevistos. “Não existe uma volta sem risco em Mônaco. Não existe se você quiser ser o mais rápido e vencer. Você sempre tem que estar no limite”, afirmou.

“O acidente do ano passado foi muito infeliz, mas isso não afeta a minha confiança para voltar lá. Isso me faz querer começar a corrida melhor e conseguir um resultado expressivo. Tenho certeza que aprendi com os meus erros”, continuou o piloto de 19 anos.

Verstappen admite que anda sempre no limite em Mônaco

Apesar de sempre guiar no limite em todas as corridas que disputa, o holandês admitiu que precisa ter cuidado no circuito de Mônaco. “É importante achar o equilíbrio entre o limite e a velocidade. Estamos trabalhando na melhor configuração possível para chegar forte na corrida.”

O piloto da Red Bull aproveitou para falar sobre a sua vida em Mônaco. Morador do principado há mais de um ano, o holandês revelou como é a sua rotina quando não está na Fórmula 1. “Tenho muitos amigos, o que significa que nos divertimos muito. Também saímos para curtir o sol do Mediterrâneo e a vida noturna. Gosto bastante”, finalizou.