Novos proprietários da F1 apontam principais pontos de crescimento da nova era

Com vasta experiência em conteúdos digitais esportivos, a Liberty Media promete alavancar a marca da F1 à dimensões globais, além de tentar atrair mais investidores para categoria

 

Após a confirmação na noite de quarta-feira (7) de que a empresa norte-americana, Liberty Media, concordou em comprar as ações da F1, se tornando a maior acionista da categoria, o grupo apontou os principais pontos que deseja melhorar para a nova F1. O valor total do negócio gira em torno dos 8 bilhões de dólares e deve ser finalizado apenas no primeiro trimestre de 2017.

Mesmo confirmando a permanência de Ecclestone como CEO da F1, a Liberty Media divulgou que o novo presidente da categoria será Chase Carey, atual vice-presidente do conglomerado de mídias norte-americana 21st Century Fox. Além disso, foi divulgado as principais áreas onde o grupo deseja investir forte para tornar a ‘Formula One Group’, como será chamada a categoria a partir da finalização do negócio, maior do que nunca.

Chase Carey, novo presidenta da F1, promete levar a marca à patamares ainda não alcançados no esporte

Chase Carey, novo presidenta da F1, promete levar a marca à patamares ainda não alcançados no esporte

O grupo pretende proporcionar melhorias nas seguintes áreas:

  1.  Aumentar o marketing e comercialização do esporte e da marca;
  2.  Melhorar a distribuição de conteúdo, principalmente em formato digital;
  3.  Estabelecer uma maior rede de parceiros comerciais, principalmente investidores;
  4.  Melhorar o calendário das corridas;
  5.  Explorar a experiência de mídia da Liberty em eventos ao vivo, além de monetizar os conteúdos digitais

O novo presidente da F1, Chase Carey, possui vasta experiência na divulgação de conteúdo digital, haja vista seu cargo de vice-presidente da 21st Century Fox, exercendo papel fundamental na construção de negócios esportivos na Fox e afiliadas, além de já ter exercido a função de diretor na emissora Sky Plc, uma rede que transmite conteúdo para todo Reino Unido e Irlanda.