Ocon vai bem, mas para o vice-diretor da equipe, ainda precisa melhorar

Ocon

Em ótima temporada, Esteban Ocon mantém ritmo semelhante ao do companheiro, Sergio Perez. Entretanto, o francês ainda precisa melhorar seu jogo de corridas, de acordo com Bob Fernley

 

O piloto de apenas 21 anos conseguiu pontuar em todas as corridas, exceto Mônaco e ocupa a 8ª posição na classificação, logo atrás do parceiro de equipe, com 65 pontos.

Fernley elogiou Ocon por seu excelente início de corrida no GP do Japão, mas advertiu que ele ainda tem muito o que aprender com o veterano Sergio. “Ele está melhorando e tem a sorte de ter um colega de equipe muito bom, que é um piloto absoluto e fora de controle, que o mantém muito focado.”

“Esteban ainda tem um pouco para aprender em termos de racecraft, e é aí que ele se beneficia de ter Checo ao seu lado. No ritmo de saída, ele está lá, mas ainda é jovem e pode ir além”, acrescentou Bob.

Ocon começou em 5ª no traçado de Suzuka e inicialmente saltou para a 3ª posição, depois de passar Daniel Ricciardo e Sebatastian Vettel, com problemas de ignição na sua Ferrari.

Bob (C) garante que o contato com Perez (E), traz benefícios à Ocon (D).

Ele correu forte por um tempo e conseguiu manter o rendimento, mas inevitavelmente foi ultrapassado pelas escuderias mais rápidas e finalizou a etapa japonesa em 6º. “Foi uma diversão maravilhosa”, disse Ocon. “As primeiras voltas foram excelentes. Fiz um começo fantástico e estava correndo na frente de Ricciardo. Não tínhamos nada a ter medo de trás, nada para ganhar na frente, então esse era o máximo que poderíamos ter feito.”

“O importante foi que trouxemos o carro para casa. Nós ainda entendemos, e espero que possamos nos tornar mais fortes e nos aproximarmos deles”, concluiu o francês.

A Force India praticamente conquistou o 4º lugar no campeonato de construtores, com 147 pontos. A escuderia aproveitou outra corrida forte em Suzuka, com Perez apoiando Ocon em 7ª lugar. Fernley disse que o pacote de atualização de Cingapura foi recompensado.

“Para nós, foi uma corrida de livros didáticos, acabamos de enviar. Do nosso ponto de vista, apresentamos as atualizações em Cingapura, e essas duas corridas foram capazes de obter o pacote correto e estamos sozinhos em termos de ser o quarto mais rápido na qualificação, e o quarto mais rápido nas corridas. É um bom passo na direção certa”, declarou o atual vice-presidente da escuderia indiana.