Para Tost, defeito no fixamento da roda traseira do STR12 de Sainz foi motivo que gerou acidente com Massa no GP do Canadá

Tost revela

O chefe de equipe da Scuderia Toro Rosso revelou que tal problema já tinha acontecido na máquina de Carlos Sainz Jr nos treinos livres realizados em Montreal. Franz Tost também comentou sobre problema técnico que acabou com corrida de Daniil Kvyat.

 

Carlos Sainz Jr protagonizou acidente violento contra a Williams de Felipe Massa após a largada do GP do Canadá, corrida esta realizada no domingo passado (11), no circuito Gilles Villeneuve. O condutor da Scuderia Toro Rosso (STR) perdeu o controle do seu STR12, tocou a Haas F1 Team de Romain Grosjean e acertou a máquina do condutor brasileiro. Sorte de Grosjean que continuou na pista e ainda pontuou com a décima colocação. Já Sainz Jr e Massa não tiveram condições de continuar a prova. Já os comissários de prova da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) puniram o espanhol com a perda de três colocações para o grid de largada do próximo GP do Azerbaijão.

Nesta segunda-feira (12), Franz Tost comentou sobre motivo que gerou o acidente protagonizado por Sainz Jr. Segundo o chefe de equipe da Toro Rosso, não houve falha humana. Na verdade, o problema foi técnico, onde a porca de fixação da roda traseira direita do STR12 do espanhol apresentou defeito. Com isso, houve queda na estabilidade na traseira do bólido que rodou bateu no carro de Grosjean e acertou em cheio a Williams de Massa.

Tost (foto) diz que defeito em porca resultou no acidente que envolveu Sainz Jr, Massa e Grosjean

“Em relação a Carlos [Sainz Jr], ele teve uma boa largada. Esta razoavelmente na corrida. Mas o fim da sua corrida aconteceu na curva 3”, lembrou. “Infelizmente isso aconteceu, mas não foi culpa dele, pois ele estava muito competitivo”, argumentou.

“O que aconteceu é que antes de colidir com Grosjean, ele apresentou problemas na porca que fixa uma das rodas traseiras”, revelou. “Isso o fez perder a direção e colidir com Grosjean. E depois acertar o carro de Massa. Lamentamos pelo ocorrido. E por isso estamos de saco cheio de muito trabalho para Baku”, complementou.

Tost também comentou sobre o abandono ocorrido por Daniil Kvyat. O chefe de equipe elogiou o desempenho apresentado pelo condutor russo na corrida de Montreal. Mas a sua saída da prova do circuito Gilles Villeneuve aconteceu por conta de falhas na unidade de força da Renault.

“Daniil [Kvyat] estava fazendo uma grande corrida. Ele estava com ritmo muito competitivo. Mas tivemos que chama-lo aos boxes para cumprir a penalidade de dez segundos. Neste momento, notamos que existia uma vibração no motor do seu carro. Por conta disso, optamos por encerrar sua corrida”.