Patrick Head não acredita que novo regulamento da F1 poderá bater supremacia da Mercedes

Head

O ex-diretor-executivo da Williams afirmou que o descongelamento no desenvolvimento de motores seria a melhor solução para este problema.

 

Nesta sexta-feira (10), o ex-diretor-executivo, engenheiro e co-fundador da Williams, Patrick Head, comentou sobre suas perspectivas para a temporada de 2017 de Fórmula 1. Para Head, a mudança no regulamento técnico e esportivo do esporte pode ser algo bastante positivo para a principal categoria do automobilismo mundial. No entanto, ele acredita que o impacto das novas regras não deve modificar a atual hierarquia da F1, onde a Mercedes continua no topo.

Head afirmou que a melhor solução no momento na Fórmula 1 seria o descongelamento do desenvolvimento de motores. Questão essa que ele acredita bastante difícil de debater, visto que as normas para isso dividem as opiniões das escuderias do atual grid.

Head afirma que novo regulamento não garante mudança na hierarquia da atual F1

“Se alguém estiver pensando nas atuais regras com o objetivo de fechar a diferença entre as escuderias, então, eles têm pedras nas cabeças”, ironizou Head em entrevista para o jornal britânico ‘The Guardian’.

“Sempre que houver mudanças significativas no regulamento, é claro que a vantagem será sempre das equipes de ponta. Elas têm mais recursos e infraestrutura para suportar as mudanças”, opinou.

“Elas podem desenvolver em paralelo os seus carros para tentar encontrar o melhor caminho para o desenvolvimento no campeonato”, exemplificou. “Mas, acredito que a F1 poderia mudar com o descongelamento dos motores. Mas essa é outra questão que divide opiniões”.