Pilotos da STR querem trabalhar duro à noite para evoluir

Ricciardo aprovou desempenho do STR7, mas destacou evolução na aderência da pista; Vergne não foi bem nas primeiras sessões

Nos treinos livres desta sexta-feira (26), realizados no Circuito Internacional de Buddh, na Índia, os pilotos da Toro Rosso tiveram desempenhos opostos. Daniel Ricciardo ficou em nono pela manhã e 14º à tarde, enquanto Jean-Eric Vergne fez 17º e 18º tempos dos exercícios. Apesar disso, ambos concordam em um ponto: é preciso trabalhar duro até o treino classificatório. Com 1min28s239 como melhor tempo, Ricciardo ficou feliz com seu desempenho.

Ricciardo aprovou primeiros treinos livres na Índia

“Gostei de pilotar neste circuito no ano passado, e foi ainda mais divertido hoje, com um carro mais rápido do que o que tinha”, contou Ricciardo. “Estávamos bem quando saímos dos boxes pela manhã, então não fizemos ajustes na primeira sessão e o equilíbrio geral do carro estava muito bom. À tarde, foi claro que a evolução da pista afetou esse equilíbrio e temos que ter isso em mente, já que evoluirá ainda mais amanhã e temos que planejar as alterações no carro levando isso em conta”, explicou.

Por outro lado, Vergne não ficou satisfeito com o que apresentou nas sessões desta sexta. O piloto disse que a disparidade entre ele e Ricciardo se deve ao fato da equipe estar testando diferentes ajustes no STR7. Em sua estreia na pista indiana, o francês teve 1min29s167 como volta mais veloz.

“Hoje foi minha primeira vez nesta pista e ela é muito divertida, mantendo você ocupado durante a volta. Contudo, meu ritmo não foi bom e, definitivamente, precisamos observar os dados e decidir o que fazer, pois estivemos um segundo mais lentos do que deveríamos”, afirmou Vergne. “Daniel e eu pilotamos com ajustes diferentes para avaliar várias opções e, claramente, os usados por ele funcionaram melhor, então manteremos isso em mente hoje à noite”, finalizou.