Polícia suíça investiga chantagista que ameaçou de morte membros da família Schumacher

Corinna

Segundo Corinna Schumacher, o caso aconteceu no ano passado e ainda continua sem solução. O indivíduo que ainda não foi identificado pediu a quantia de €$ 900 mil (R$ 3,3 bilhões) para não divulgar supostas fotos do atual estado de saúde do heptacampeão mundial. Como o resgaste não foi realizado, o suspeito ameaçou matar os filhos de Schumi.

 

A polícia suíça está investigando uma tentativa de extorsão que resultou em ameaças de morte para a família Schumacher. O caso aconteceu no ano passado e foi confirmado por Corinna Schumacher nesta quinta-feira (18). Segundo a mulher do heptacampeão mundial, um homem não identificado mandou um email para a mulher de Schumi de Schumi. Segundo Corinna, inicialmente ele pediu a quantia de €$ 900 mil (R$ 3,3 bilhões) para não divulgar imagens do atual quadro clínico do heptacampeão mundial.

Como a tentativa de extorsão falhou, o homem voltou a enviar mensagens no email de Corinna. Desta vez, ele realizou ameaça de morte aos filhos do heptacampeão mundial. “Se o dinheiro não chegar até o dia 31 de março de 2016. Seus filhos vão ser mortos de uma ou outra forma”, descreveu Corinna ao ler o email para a revista francesa ‘F1i’. “Na Fórmula 4 pode acontecer muitos acidentes”, complementou.

Corinna confirma caso de extorsão sofrida pela família Schumacher no ano passado

Sobre a saúde de Schumacher, Corinna destacou que deseja preservar o sigilo sobre a evolução do heptacampeão mundial, que se recupera após o acidente da pista de esqui dos Alpes Franceses. O incidente lhe causou sérios danos neurológicos no fim de 2013.