Raikkonen volta ao pódio, mas não impede o título da Mercedes

Após 5 rodadas longe do pódio, Kimi Raikkonen correu bem no Circuito das Américas e voltou ao top 3 da corrida, porém não está feliz com o desfecho do domingo

 

Uma série de abandonos e problemas técnicos vinha dificultando a vida da Ferrari na temporada. Em Austin, o time vermelho viu Hamilton triunfar e entregar a Mercedes, o título mundial de construtores de 2017.

Kimi Raikkonen surpreendeu e finalmente voltou ao pódio, com o 3º lugar da disputa. A colocação também surpreendeu o finlandês, que terminou a prova em 4º , mas foi beneficiado com uma punição pós-prova, entregue à Red Bull.

O finlandês chegou em 4º, mas por punição a Verstappen, conseguiu o 3º lugar no pódio.

“Meu carro foi realmente bom desde o primeiro até o último colo, mas tive que economizar combustível no final da corrida, e então tirei um pouco meu pé, o que explica o meu ritmo das últimas voltas …”, declarou o condutor.

Alguns minutos após a bandeira quadriculada, Max Verstappen recebeu uma penalidade de 5 segundos por sair dos limites da pista. Dessa forma, o 3º lugar caiu no colo do Homem de Gelo, que garantiu pontos para a Ferrari, mas não o suficiente para impedir o título de construtores da Mercedes.

Em entrevista a Bolt, Raikkonen disse que fez boa corrida mas sai insatisfeito do Texas.

“Fiquei muito desapontado porque pensei que tinha terminado em quarto lugar, mas houve um problema com Max e estou no pódio ” , disse Raikkonen a Usain Bolt no pódio de Austin.