Red Bull não deverá se opor ao acordo McLaren-Renault

Segundo Christian Horner, o time taurino possui poder de veto, mas mesmo assim, não sente interesse em usá-lo para impedir ao time de Woking ter propulsores franceses.

 

Nesta terça-feira (5), a Red Bull Racing (RBR) se posicionou sobre a questão recente em que envolve a possibilidade da McLaren utilizar os motores híbridos Renault na temporada de 2018 de Fórmula 1. Segundo Christian Horner, mesmo com poder de veto, a Red Bull não deverá se opor ao possível acordo entre o time de Woking e a fornecedora de propulsores franceses.

“Potencialmente, poderíamos nos opor a esta mudança, visto que o nosso acordo nos dá poder de veto”, afirmou Horner em entrevista para a emissora de TV britânica ‘Sky Sports’. “Mas como proprietário da Scuderia Toro Rosso, nós estamos envolvidos em negociações para encontrar uma melhor solução para ambos. Desejamos encontrar um compromisso aceitável para ambas as partes”.