Red Bull já pensa em opções para eventual saída de Ricciardo em 2019

“Não estamos despreparados”, garante o consultor do time, Helmut Marko

 

Quarto colocado na atual temporada de Fórmula 1, com 177 pontos, Daniel Ricciardo é um dos pilotos em alta na categoria. E ciente da possibilidade desse rendimento atrair a atenção das equipes adversárias, a Red Bull já está de olho em alternativas para uma eventual substituição ao australiano – cujo contrato com o time se estende até o término do campeonato de 2019. Quem garante isso é o consultor do time, Helmut Marko.

“Nós não estamos despreparados”, ressaltou o dirigente à revista alemã Auto Motor und Sport. “Ricciardo já está no mercado e consideramos alternativas”.

Marko (esq.) e Ricciardo (dir.) durante o fim de semana do GP do Canadá deste ano, em Montreal. (Foto: Samo Vidic/Red Bull Content Pool)

Com 124 Grandes Prêmios disputados na Fórmula 1, Ricciardo é piloto Red Bull na categoria desde 2010, quando atuou como piloto de testes da Toro Rosso. No ano seguinte, a marca austríaca emprestou-o à equipe HRT, na qual disputou 11 corridas. Após participar dos certames de 2012 e 2013 pela STR, o australiano foi promovido à Red Bull em 2014. Desde então, faturou cinco vitórias. Uma delas em junho passado, no Azerbaijão.

As principais opções para suprir a saída de Daniel na Red Bull viriam, ao que tudo indica, da própria linha de pilotos formados pela marca. O grande favorito seria Carlos Sainz Junior. Emprestado à Renault para 2018 – como parte da negociação que garantiu os motores Honda à Toro Rosso a partir do próximo ano, o espanhol poderia retornar a um dos times da Red Bull em 2019. Desta vez, até mesmo no principal deles.

De malas prontas à Renault, por empréstimo, Sainz seria uma opção da RBR para 2019. (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

Outra possibilidade à Red Bull seria Pierre Gasly. Atual campeão da GP2 – e na disputa pelo título da Super Fórmula neste ano, o francês correria por fora em um eventual disputa com Sainz. Bem menos experiente que o espanhol, Gasly estreou na Fórmula 1 no domingo passado (1º), em Sepang. Contudo, o rendimento em sua primeira prova na categoria deixou boa impressão. Inclusive ao próprio Helmut Marko.

“No Q1 ele ficou 0s1 à frente de Sainz”, disse Marko. “Até mesmo na corrida, quando ele estava correndo ‘sozinho’, seus tempos de volta eram semelhantes aos de Sainz”.

Durante o próximo fim de semana, em Suzuka, a Toro Rosso promete divulgar se Gasly permanecerá como titular até o término da temporada, ou se o russo Daniil Kvyat retomará o posto.

Atual companheiro de Daniel Ricciardo na Red Bull, o holandês Max Verstappen, possui contrato com a equipe até o fim do campeonato de 2020.