Renault testará nova MGU-K nos testes pós-GP do Bahrein

Abiteboul

O time de Enstone preparou equipamento mais leve do que o antigo KERS usado nesta temporada. Os testes devem ocorrer nesta semana no circuito de Sakhir.

 

 

Com anteriormente citado, a Renault deverá testar novo MGU-K (antigo KERS) durante os dois dias de testes – terça (18) e quarta-feira (19) – realizados no circuito de Sakhir, no Bahrein. A confirmação aconteceu nesta segunda-feira (17) pelo diretor-chefe Cyril Abiteoboul. Para Abiteboul, o novo protótipo de recuperação de energia cinética possui todos os elementos para obter melhores resultados, visto que ele é bem mais leve do que o equipamento usado no campeonato deste ano.

“Cabe as equipes a decidir”, afirmou Abiteboul em entrevista para a revista britânica ‘Autosport’. “De acordo com o nosso cronograma, os testes devem ocorrer nesta semana e a introdução do MGU-K somente no GP da Rússia, em Sochi”, argumentou.

Abiteboul revela que Renault deverá testar novo MGU-K no circuito de Sakhir

“Acreditamos que o novo MGU-K deve nos dar mais rapidez. E isso deve nos ajudar na distribuição de peso do nosso carro. Com ela teremos a configuração completa de 2017. Isso deverá nos ajudar bastante na configuração para trazer mais capacidade no set-up do motor”, complementou.

Abiteboul também afirmou que a confiabilidade apresentada pelo novo set-up também será crucial para obter melhores desempenhos nas próximas corridas. “O plano do motor é um desafio, pois nós queremos alcançar certo patamar na confiança das nossas peças”, argumentou.

“Assim que a confiabilidade estiver sob controle, estou confiante de que poderemos aumentar ainda mais o consumo do nosso motor. Com isso, a potência será ainda maior. E podemos nos focar em outras áreas para progredir”, complementou.

Por fim, Abiteboul revelou que Renault está analisando a possibilidade de disponibilizar seu segundo pacote de atualizações de motor para o GP do Azerbaijão, em 25 de julho, no circuito de Baku. “Este é o tipo de coisa em que ainda estamos trabalhando”, respondeu.

“Definitivamente, estamos estudando esta possibilidade de preparar uma segunda atualização. Mas para isso acontecer, temos que nos focar ainda mais na atualização [do GP do Canadá]. Temos que monitorar isso primeiro antes de seguir para este plano”.