“Se a Renault tivesse vindo antes, eu teria ficado na Lotus”, diz Grosjean

Grosjean admite que contrato com a Haas pode lhe dar uma vaga no futuro com a Ferrari

O piloto francês confirmou que sua ida para a Haas F1 Team deve o deixar mais próximo da Ferrari para o campeonato de 2017.

 

Entrevistado pela emissora de TV britânica ‘BBC Sports’, Romain Grosjean comentou sobre a compra da Lotus pela Renault. O piloto francês citou que a sua ida para a Haas F1 Team aconteceu porque a montadora de Viry não lhe deu garantias sobre a renovação do seu contrato para o campeonato de 2016 de Fórmula 1.

Grosjean admite que contrato com a Haas pode lhe dar uma vaga no futuro com a Ferrari

Grosjean admite que contrato com a Haas pode lhe dar uma vaga no futuro com a Ferrari

“Se a Renault tivesse vindo antes, eu teria ficado na Lotus”, afirmou. “Eu era a primeira pessoa da equipe que desejaria estar incluido no projeto da Renault. Mas, eu me encontrei com a Haas e eles me fizeram um projeto ainda mais atraente”, respondeu.

Sobre este projeto, nas entrelinhas, Grosjean deixa claro que o contrato com a Haas F1 Team para a temporada de 2016 o deixa no posto de possível candidato para substituir Kimi Raikkonen na Ferrari. “Quanto melhor trabalho eu fizer lá, melhores chances vou ter em conseguir um dia o assento no time de Maranello”, respondeu.

“O fato da Haas estar perto da Ferrari tornou as coisas muito atraente. Não porque estou pensando em ir para a Ferrari em um, dois ou três anos. Mas me mantém próximo de ter apenas uma certeza”.