Sebastian Vettel não sabe se encerra a carreira na Ferrari

O tetracampeão não está contente com suas últimas apresentações na F1, mas garante empenho até o fim do compromisso com a Ferrari

 

A princípio, intitulado como o favorito da competição, Sebastian Vettel amarga o 2º lugar com 59 pontos atrás de Lewis Hamilton no ranking do campeonato. Agora, com 4 etapas para o término, o alemão vê suas chances de ser coroado em 2017 cada vez mais distantes.

Mesmo renovando o contrato com a equipe de Maranello até 2020, ele poderia deixar a escuderia se sentir que não tem condições de ganhar o título mundial com o time vermelho.

Perguntado se seguiria o exemplo de Nico Rosberg, que ao sagrar-se campeão, prontamente se afastou das pistas no ano passado, surpreendendo o mundo do automobilismo. Vettel falou honestamente. “Eu não pensei nisso. Não sou um campeão com a Ferrari ainda, então a questão não surge. Vejo isso como uma decisão muito importante que deve ser cuidadosamente pensada, não algo espontâneo como parece ser o caso com Nico.”

A parceria piloto-escuderia ainda não obteve sucesso, mas ganhar com os Red’s é o desejo de Vettel.

“Rosberg explicou sua decisão de se aposentar para uma vida mais tranquila, mas vejo que ele ainda é muito ativo, seja com a Mercedes, seja com o gerente de Robert Kubica ou como consultor de TV… deve estar aborrecido em casa! Pessoalmente, quando tenho um domingo livre, prefiro sair no sofá da sala de estar”, acrescentou o condutor.

Seb declarou que sua saída da equipe não pode ser excluída e assegura o foco até o término do contrato. “Isso pode acontecer um dia, mas não planejo além do meu compromisso atual em 2020. Eu sou o que sou e adoro o que faço, com obrigações, é claro”, e finalizou: “Conduzir para a Ferrari é muito especial .”