Sinceros, Alonso e Vandoorne demonstram indignação com as falhas no motor da Honda

Alonso e Vandoorne não esconderam a chateação com a Honda

O piloto belga não conseguiu participar da corrida no Bahrein por conta de um problema na unidade de potência japonesa

 

Depois de mais uma falha no motor da Honda, Fernando Alonso e Stoffel Vandoorne perderam a paciência e falaram mal publicamente do propulsor japonês. Além de ter que trocar a unidade de potência, o piloto belga não conseguiu participar da corrida por conta de um problema no motor.

Com ”cara de poucos amigos”, Alonso ficou indignado com a falha no carro do seu companheiro de equipe. Para o bicampeão do mundo, chegar ao ponto de não conseguir largar por conta do motor é um ”absurdo”. ”É incrível, pois estamos trabalhando muito duro, Stoffel está trabalhando duro e não pode nem participar da corrida.”

”Ele teve muito azar nessa semana com as trocas de unidade de potência. Você pode ser veloz ou lento em certas ocasiões, em diferentes corridas e circunstâncias. Mas não largar é um absurdo. É incrível”, desabafou Alonso.

Alonso e Vandoorne não esconderam a chateação com a Honda

Comungando da mesma opinião que o piloto espanhol, Vandoorne admitiu que ficou frustrado porque não participou do GP do Bahrein. Mesmo sabendo que teria um campeonato complicado, ele não esperava que as coisas estivessem tão ruins nesse momento. “Não é a situação ideal. Não desejo algo assim para ninguém.”

”Esse final de semana mostrou como estamos. Foi uma pena não largar. É chato quando você faz todo um trabalho de preparação, treinamos muito e mantemos a forma e não podemos largar. É frustrante”, finalizou o belga.