Steiner é cético sobre possibilidade de equipes intermediárias alcançarem Ferrari, Mercedes e Red Bull

Steiner diz

O chefe de equipe destacou que os três times do grid possuem desempenho diferenciado na Fórmula 1 por conta do alto orçamento disponibilizado para o desenvolvimento dos seus carros.

 

Gunther Steiner não acredita na possibilidade dos times intermediários do grid da temporada de 2017 de Fórmula 1 se igualarem ou então superarem a Mercedes, Red Bull Racing (RBR) e Ferrari neste campeonato. Segundo o chefe de equipe da Haas F1 Team, as três escuderias estão correndo em categoria diferente dos outros times no grid. A diferença entre elas e as outras esquadras são de 1,8 segundo.

“As equipes do meio de campo estão muito próximas”, respondeu Steiner em entrevista para a revista britânica ‘Autosport’. “Mas existe uma diferença significativa para as três maiores do grid”, destacou.

Steiner diz que confronto entre times intermediários está bastante apertado na Fórmula 1

“E isso vai mudar? Acho que não nesta temporada. Temos a Mercedes, Ferrari e Red Bull à frente de todos devido ao seu orçamento que não é compatível com o resto do grid”, explicou.

Questionado sobre o impacto das novas regras da temporada de 2017 de F1, Steiner foi cauteloso ao afirmar que o novo regulamento técnico e esportivo melhorou os carros em diversos aspectos. Mas não diminuir a lacuna existente na competitividade com as grandes equipes.

“Eu não sei o que as equipes estão fazendo. Mas temos um bom plano”, destacou. “As novas regras melhoraram os carros em diversos segmentos. Mas não mudou radicalmente a hierarquia da F1”, opinou.

“Acho que estamos em alcance dos oponentes do pelotão intermediário. Então é claro se certificar que podemos desenvolver atualizações competentes para o nosso carro. A primeira delas está passando pelo túnel de vento. E deverá estar pronta para o GP da Espanha”.