Procura-se Piloto: STR corre para ocupar um dos assentos em Austin

O time italiano repatriou Daniil Kvyat e ainda vai em busca da confirmação de Pierre Gasly para não sofrer no Texas

 

A Toro Rosso já deveria ter comunicado os nomes de seus pilotos para o próximo GP dos EUA. Entretanto, 24 horas depois do prazo, parece que a decisão ainda não foi tomada. Várias motivos podem justificar o atraso.

A saída antecipada de Carlos Sainz para a Renault, abriu o caminho para uma promoção imediata de Pierre Gasly, que já substituiu Daniil Kvyat em Sepang e Suzuka. No entanto, o condutor russo foi chamado às pressas e vai disputar o GP dos EUA. Com isso, ganha mais uma oportunidade de mostrar sua competência e até mesmo a possibilidade de permanecer no assento da Toro Rosso para a próxima temporada.

O desejo da equipe é contar com Gasly e Kvyat, que já conhece as características do carro.

Com um bom rendimento, o francês impressionou o contratante e foi confirmado no próximo GP. Porém, a liderança na Super Formula no Japão fizeram os dirigentes da STR refletir sobre a preferência da Honda, já que a futura fornecedora brigar com a rival Toyota pelo título da modalidade e deseja que Gasly prossiga na competição.

Agora o time de Franz tost corre contra o tempo e busca sanar sua maior dificuldade, que é encontrar um bom condutor operacional, capaz de pilotar a STR sem qualquer experiência com o bólido, para um simples “one shot”.

Quem surge como opção é Josef Newgarden, que já mostrou seu estilo de corrida na Indy.

Os promotores da COTA (Circuit of the Americas) desejam anunciar a participação de um motorista americano e os líderes da Liberty Media encorajam a ação. Além de Alexander Rossi [que tem a vantagem de estar ligado à Honda nos EUA], foi proposto colocar Josef Newgarden no comando. O atual campeão da IndyCar pode receber uma das melhores oportunidades da carreira.

Sabe-se que a nomeação de Robert Kubica foi excluída e que os poucos pilotos com experiência não seriam cedidos por suas respectivas equipes, exceto Sergey Sirotkin dentro da estrutura de barganha com a Renault.

Jolyon Palmer não pode ser anunciado para a ocasião. A opção de convidar Sébastien Buemi, que mantém contrato com a Red Bull, também foi por água abaixo, já que se envolveu com a Toyota na WEC. Essa condição sem dúvida explica o adiamento do anúncio da Toro Rosso, que chega aos EUA em busca de condutores.