Toro Rosso e Honda se reuniram na terça-feira passada para discutir fornecimento de motores

F

De acordo com a imprensa britânica, ambos os lados estão perto de assinar acordo para o campeonato de 2018 de Fórmula 1.

 

A revista britânica ‘Autosport’ informou que diretores da Scuderia Toro Rosso (STR) e da Honda se reuniram na terça-feira passada (1º) para discutirem sobre a possibilidade de fornecimento de motores híbridos japoneses para a escuderia de Faenza. A notícia foi divulgada nesta quarta-feira (2) pela revista britânica ‘Autosport’. Segundo a publicação, quem representou a montadora japonesa foi o chefe da divisão de esportes da fabricante, Masashi Yamamoto. Já Helmut Marko esteve à frente da STR.

A publicação também destacou que a Honda está interessada no investimento de uma segunda equipe – que no caso seria a Sauber, que optou por renovar contrato de fornecimento de motores com a Ferrari. E que tal condição é necessária para garantir a confiabilidade da sua unidade de força.

Toro Rosso e Honda se reuniram para tratar sobre parceria-técnica no campeonato de 2018 de F1

No entanto, a Toro Rosso deseja receber as unidades de força da Honda sobre duas condições: primeiro, a equipe de Faenza não seria obrigada a oferecer assento aos pilotos patrocinados pela montadora de Sakura. Segundo, o contrato com a montadora nipônica teria que ter valor menor do que o atual que é cobrado pela Ferrari.

A publicação também comentou que o acordo abordado na reunião refere-se a possível parceria Toro Rosso-Honda. A Red Bull Racing (RBR), no entanto, ficaria de fora, ou seja, continuaria com unidades de força nomeadas pela Tag Heuer, mas fornecidas pela Renault.