Vettel assume que exagerou, mas não poupa críticas para Karthikeyan

Em entrevista para a imprensa alemã, o bicampeão do mundo justificou a sua atitude deselegante contra o piloto da Hispania

Em entrevista para o jornal alemão ‘Bild’, o bicampeão mundial Sebastian Vettel assumiu que exagerou em suas atitudes no GP da Malásia, que foi realizado no domingo passado (25). Vettel justificou que o piloto da Hispania Racing Team (HRT), Narain Karthikeyan, desobedeceu a ordem direta de corrida, onde não deu passagem para o RB8, que estava mais veloz do que o carro espanhol, o que gerou o toque entre os bólidos.

 

O toque entre o F112 e oRB8 (acima) guiados por Karthikeyan e Vettel atrapalhou a corrida na volta de número 48 do GP da Malásia

O alemão ainda afirmou que o engenheiro da Red Bull Racing (RBR), Guillaume Roquelin, confirmou que o toque do piloto da HRT foi intencional.

“Ele [Karthikeyan] desobedeceu as instruções na última volta do objeto ‘Command’, em que determina que na ultrapassagem sempre devemos deixar o carro mais veloz passar. O nosso engenheiro, Guillaume Roquelin, tinha pessoalmente pedido para deixar o carro nos boxes, mas insistir para voltar à pista”, afirmou Vettel.

Apesar do resultado insatisfatório, Vettel agora se concentra para o GP da China, que acontecerá no dia 15 de abril no circuito de Xangai. O bicampeão mundial prometeu fazer testes no simulador da RBR em Londres.

Apesar de afirmar que exagerou nas críticas contra o piloto da HRT, Vettel julgou a atitude de Karthikeyan como desleal. Sebastian afirmou que Narain deveria ser afastado pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA) por direção anti-competitiva e perigosa.

“É verdade, como atletas deliberadamente não podemos ir contra a instrução do objeto de comando como ele fez. Exagerei quando o chamei de estúpido, mas foi ele que causou a desvantagem. Espero que a FIA não o deixe impune, pois isso poderia ter valido uma vida”, concluiu.