Vettel minimiza resultado ruim e diz que não há motivos para pânico

Segundo revista,

Alemão viu sua vantagem na liderança do mundial praticamente desaparecer após o GP da Inglaterra.

 

Sebastian Vettel afirmou que ainda não há motivos para pânico após o péssimo fim de semana em Silverstone. Segundo o piloto, que ainda está na liderança do campeonato, a Ferrari precisa estar consciente da evolução apresentada pela Mercedes, mas um resultado ruim ser visto como se tudo estivesse errado.

No GP da Inglaterra, Vettel vinha na quarta, logo atrás do seu companheiro de equipe, Kimi Raikkonen, quando os dois carros da Ferrari tiveram problemas com os pneus dianteiros. O finlandês ainda foi capaz de parar e voltar em terceiro, mas Seb, que estava no meio de sua volta, despencou para a sétima colocação.

Vettel mantém cautela mesmo após revés em Silverstone.

Com o resultado ruim e a vitória de Hamilton, a diferença entre os dois que era de 20 pontos caiu para apenas 1. Mas Vettel insiste que não pode entrar em desespero por isso. “Não há motivo para entrar em pânico ou se preocupar, mas precisamos ser conscientes de que a Mercedes está muito rápida”, afirmou.

“Claro que, depois de cada corrida, você vê em que posição está. A corrida não foi boa para nós e ponto. Não conseguimos o resultado que queríamos ou que provavelmente merecíamos, mas faz parte”, continuou o piloto.

“Temos de lidar com isso e virar a página. Há outra corrida em duas semanas, mas é normal que te julguem por cada dia. Se as coisas tivessem sido diferentes, venceríamos, e quando você termina no topo, está tudo bem. Mas do contrário, como hoje, as pessoas falam em grande decepção e desastre, mas não estou aqui para perder”, concluiu.