Vettel sobre o ronco dos novos motores: “É uma m…”

Vettel fez duras críticas ao som dos novos motores e terá que se explicar com Todt.

Como a maioria dos fãs e dirigentes, tetracampeão também não gostou do barulho emitido pelos novos motores V6 Turbo. Já Ricciardo e Hamilton foram um pouco mais comedidos nas críticas.

 

Desde o primeiro treino de pré-temporada, o assunto mais comentado nos bastidores da Fórmula 1 é o ronco dos motores V6 Turbo. Alguns até aceitaram a mudança e preferiram não ser muito incisivos nas críticas, mas outros não mediram palavras para demonstrar o seu descontentamento com o novo ronco. Um desses foi Sebastian Vettel, atual tetracampeão da categoria.

Vettel também não gostou do ronco dos novos motores

Vettel também não gostou do ronco dos novos motores

Hoje, durante a entrevista concedida aos jornalistas presentes em Kuala Lumpur para acompanhar o GP da Malásia, Seb foi perguntado sobre o novo ronco dos motores e não pensou duas vezes ao criticar os propulsores. “É uma m…”, declarou Vettel.

“Eu estava no pitwall durante a corrida, e é melhor [mais silencioso] do que em um bar!”, lembrou. “Eu acho que para os fãs que não é bom. Acho que a F1 tem que ser espetacular – e o som é uma das coisas mais importantes.”

Seb também lembrou de sua infância, quando foi acompanhar um GP da Alemanha. Segundo ele, o que mais o marcou foi o barulho dos motores. “Eu me lembro quando – mas eu não me lembro muito, porque eu tinha seis anos – fui ver os carros nos treinos livres na Alemanha, e a única coisa que me lembro é o som”, contou.

“[Eu me lembro] quão alto o ronco dos carros eram, e de sentir os carros através do solo, uma vez que estava vibrando. É uma pena que não temos mais isso”, completou.

Ao ser indagado sobre o mesmo assunto, o companheiro do tetracampeão na Red Bull, Daniel Ricciardo, também admitiu que o som não é mais tão marcante quanto no ano passado. Entretanto, ele preferiu ser mais comedido nas críticas, chegando a afirmar que gostou da diminuição do ruído, já que prejudicará menos a sua audição.

“Uma vez que você está em velocidade máxima que você ainda não consegue ouvir o que está acontecendo fora”, disse Ricciardo. “Ainda há bastante barulho dentro de nossos capacetes. Eu acho que está tudo bem. É diferente, mas dá para se acostumar”, disse. “Eu provavelmente vou ter uma boa audição por mais anos, então eu realmente não estou reclamando.”

Quem também comentou o assunto foi Lewis Hamilton, da Mercedes. Assim como Ricciardo, ele preferiu não fazer duras críticas e viu o lado positivo dos novos motores. De acordo com o britânico, os propulsores V6 Turbo são especiais de outra maneira e não pelo som.

“Está tudo bem”, disse ele. “Não é especial, como ele costumava ser, mas é uma grande quantidade de energia, por isso é especial de outras maneiras”, finalizou.